Como começar sua estratégia de edifício inteligente

Os edifícios comerciais estão evoluindo para responder às mudanças na tecnologia e no comportamento no lugar de trabalho, apresentando novas oportunidades para maximizar a eficiência e a produtividade.

As empresas líderes na indústria estão exigindo edifícios versáteis que funcionem como verdadeiros portais para conectar em um mesmo escritório e em diferentes lugares do mundo. Os edifícios do futuro integram as pessoas e os sistemas de uma maneira dinâmica e funcional.

Os proprietários e operadores de edifícios enfrentam o desafio específico de fornecer ambientes seguros, conectividade de rede, espaços funcionais, e um ambiente com IoT para uma maior produtividade de negócios.

Porém, a pergunta continua: como devemos lidar com os elementos básicos necessários para migrar para uma plataforma de edifício inteligente?

Gestão de riscos

O primeiro passo da criação de um ambiente seguro está na gestão de riscos, que pode ser alcançada com uma abordagem de segurança física em cinco camadas.

Desdobrar uma estratégia de segurança em camadas pode permitir a capacidade de dissuadir, detectar, denegar, defender e deter em cada camada do edifício comercial; incluindo o perímetro da propriedade, a recepção, os andares, os espaços técnicos e as áreas especializadas.

Estas áreas geralmente aplicam uma variedade de soluções de segurança, incluindo videovigilância de rede, controle de acesso integrado, detecção de intrusões e sistemas de proteção contra incêndios.

Desempenho da rede

Os sistemas de cabeamento estruturados de alto desempenho têm, mais do que nunca antes, um papel essencial na operação de um edifício inteligente. Sem eles, não é possível conseguir as melhores práticas necessárias para permitir diversas aplicações, gerir o aumento da largura de banda e eliminar o tempo sem funcionamento (downtime) da rede.

Criar uma conectividade versátil por camadas físicas depende de uma flexibilidade de rede bem desenhada, topologia de cabeamento universal, seleção de mídia, mobilidade sem fio e a inclusão do suporte para múltiplas aplicações.

Isto sugere a necessidade de uma plataforma de sistema aberto na qual o hardware e o software funcionem juntos para aumentar a produtividade e a eficiência da rede.

Produtividade da força de trabalho

Os fatores sociais e econômicos estão cada vez mais focados em como o comportamento da força de trabalho pode ser melhorado com tecnologia. Isto gera muitos desafios, incluindo suportar ambientes BYOD (traga seu próprio dispositivo) e permitir a comunicação colaborativa de negócios com disponibilidade de rede sem interrupções.

A produtividade da força de trabalho pode ser conseguida com acessibilidade de rede, crescimento escalável, comunicação unificada e métodos de engajamento multimídia usando cobertura celular dentro do edifício como DAS ou tecnologia de células pequenas, conectividade wifi sem interrupções, soluções colaborativas de AV e comunicação por sinalização digital.

Utilização do espaço

Na situação de ter mais funcionários concentrados em espaços menores e o aumento na demanda de áreas dinâmicas e colaborativas, a necessidade de otimizar o espaço é importante para a produtividade e eficiência dos funcionários e do próprio edifício. Os edifícios comerciais contêm espaços funcionais, incluindo uma recepção principal, áreas comuns de trabalho, ambientes de reuniões, lugares de trabalho privativos, salas técnicas e diversas áreas especializadas. As soluções de conectividade de rede móvel e fixa, AV profissional e iluminação podem ajudar a otimizar a efetividade da propriedade.

Suporte de BIoT

Permitir a Internet of Things em um edifício comercial facilita analisar seu ambiente e fazer ajustes em tempo real para melhorar a eficiência e a produtividade. Um edifício verdadeiramente inteligente responde aos desafios do design de arquitetura aberta, da integração de fornecedores e da migração para uma plataforma IP.

Um ambiente que permite BIoT simplifica a tarefa de gerir riscos, melhorar o desempenho da rede, realçar a produtividade da força de trabalho e otimizar a utilização do espaço. Os cinco sentidos que os edifícios inteligentes permitem são: monitoração ambiental, gestão visual, acesso à comunicação, integração da segurança e conectividade da rede.

O modelo Infraestrutura como Plataforma da Anixter oferece flexibilidade para orçamentos e mais escolhas no momento de selecionar tecnologia para as necessidades atuais e futuras do seu edifício comercial.

Se quiser saber mais sobre Infraestrutura como Plataforma para edifícios comerciais? Clique aqui.